Glenn Close brilha em “The Wife”

Até onde vai a submissão de uma mulher? Até que ponto uma pessoa pode levar a crença de que não têm voz? Qual o limite entre a paixão e a doença?

São esses temas que o filme “The Wife” explora. E o faz não de uma forma direta e contundente, mas em contornos, como uma cobra que prepara seu bote.

Glenn Close, como sempre, está magnifica e, em olhares, gestos, nos diz tudo. Jonathan Pryce não fica atrás e constrói bem o escritor narcisista e frívolo.

Fazia tempo que não tinha raiva e, ao mesmo tempo, empatia pela personagem. Quantas vezes não nos anulamos, nos sabotamos e nos justificamos? E qual será o momento certo para cessar? Certamente, agora, mas quem disse que sempre fazemos o que é certo?

Vale a pena conferir o filme e refletir!

Publicado por

Eli Leite

Apaixonada por livros, filmes, poesia, textos, histórias e estórias. Publilquei meu primeiro livro, "O Último Bilhete" em agosto de 2019 na Amazon (e-book).

Um comentário sobre “Glenn Close brilha em “The Wife””

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s