O Dumbo de Tim Burton

Sou uma fã confessa de Tim Burton. Estava ansiosíssima pelo live-action de “Dumbo”. E, como sempre acontece, minhas expectativas eram muito altas e não foram plenamente atendidas. Porém, não se assustem! O filme é bom!

Dumbo é, originalmente, um desenho super triste. Tim Burton coloca suas tintas melancólicas no filme, sim, mas… ficou faltando algo. O Dumbo de Tim Burton é encantador. Fofo, querido, tristonho e alegre ao mesmo tempo. Ele é, de fato, a grande atração. O CGI é perfeito! As cenas dos voos são magníficas, emocionantes. Claro que eu chorei. A interação com a Sra. Jumbo também é muito bonita. O que estraga são os humanos… rsrs… Tirando Danny De Vito (muito à vontade em seu papel) e talvez Eva Green (linda e extravagante), o resto é bem mais ou menos. Colin Farrell não convence e as crianças estão mal dirigidas. Michael Keaton preferiu a canastrice e Alan Arkin passa quase despercebido.

Por isso, eu não posso dizer que amei o filme como um todo. Eu gostei muito do Dumbo, das cenas com ele, que ficaram lindas. O resto é um tanto preguiçoso, forçado… Mas Tim Burton está lá! A “Ilha do Pesadelo” é toda ele… O cinza de Dumbo se transporta para o filme, dando aquele tom triste que o original já tem. Existe um pouco de humor, deprimente, sombrio, único. E isso é o que faz com que este live-action seja bom. Tire os humanos, e o restante é digno de um espetáculo!

Vale a pena levar as crianças!! 🙂

Agora, é aguardar “O Rei Leão” e ver o que Jon Favreau nos reserva.

Publicado por

Eli Leite

Apaixonada por livros, filmes, poesia, textos, histórias e estórias

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.