Circo

No picadeiro, a música toca

Os palhaços brincam

A plateia boceja

Lá no alto, a artista anda na corda bamba

E sabe que, se cair, nada acontecerá

O show se repete a cada noite

Os acrobatas zombam do mágico

A plateia boceja

A bailarina fugiu com o homem-bala

O globo a morte está vazio

A contorcionista se cansou

O cuspidor de fogo só faz fumaça

A plateia boceja

Plateia esta que sempre vem

Tira fotos e não as vê

E se vai, morta de tédio

Todos os dias serão assim?

Como mudar o amanhã

Sem que tudo se acabe de vez?

Eliana Leite

(12/05/2020)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s