CHÃO

O chão em que piso

Me conduz

Em dias ensolarados, chuvosos, nublados

Este chão pode ser duro, macio, terroso, verde

Não importa.

O chão em que piso

Não me deixa cair

Ele me leva em meio

Às águas, flores, pedras, raízes

Este chão se estende dentro de mim

Se transforma em meio

Às palavras, ao silêncio, ao toque, ao canto.

O chão em que piso

Na verdade, está em todo lugar

Ele sou eu, ele é você

E, tal qual a cachoeira,

Se renova, nos purifica

Encanta todos os dias.

Eliana Leite

27/09/2020

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s